Notícias

PRÉMIO MARIA TERESA PALHA

A Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21, enquanto instituição particular de solidariedade social de referência, tem, como principal objetivo, a construção de uma sociedade inclusiva, capaz de concretizar o nobre ideal da Valorização das Diferenças, conceito assente na presunção de que é possível converter uma diferença geradora de uma desvalorização social num enaltecimento diferenciador e sedutor. O Prémio Maria Teresa Palha, a atribuir anualmente, com início no ano de 2018, assume como finalidade reconhecer individualidades que, pela sua relevância e pelo trabalho desenvolvido, tenham contribuído de forma decisiva e com particular impacto no apoio a crianças, adolescentes e adultos com Perturbações do Neurodesenvolvimento, quer através de uma abordagem teórica (introduzindo novos conceitos e metodologias; modificando as mentalidades; etc.), quer por meio de uma abordagem prática (apoio clínico directo; etc.) ou ainda por apoios materiais de diversa ordem.

De acordo com o regulamento para o ano de 2021, o Prémio Maria Teresa Palha distinguirá seis personalidades nas áreas da:

  1. Pediatria do Neurodesenvolvimento e da Neuropediatria;
  2. Educação/Intervenção/Associativismo;
  3. Acção Social.

PERSONALIDADES LAUREADAS EM 2018:

João Gomes-Pedro

David Casimiro de Andrade

Maria da Graça Andrada

PERSONALIDADES LAUREADAS EM 2019:

Luís de Mello Borges

Ana Maria Bénard da Costa

Pedro Bidarra

Alexandre Soares dos Santos

PERSONALIDADES LAUREADAS EM 2020:

Karin Dias

Nuno Lacerda

Isabel Cottinelli Telmo

Francisca Prieto

 

PERSONALIDADES DISTINGUIDAS EX-AEQUO COM O PRÉMIO MARIA TERESA PALHA NO ANO DE 2021

ÁREA DA PEDIATRIA DO NEURODESENVOLVIMENTO E DA NEUROPEDIATRIA:

  • ROSA GOUVEIA, PEDIATRA DO NEURODESENVOLVIMENTO;
  • FERNANDA TORGAL GARCIA; PEDIATRA DO NEURODESENVOLVIMENTO.

ÁREA DA EDUCAÇÃO:

  • VÍCTOR DA FONSECA, PROFESSOR CATEDRÁTICO JUBILADO DA FACULDADE DE MOTRICIDADE HUMANA
  • PAULA TELES, PROFESSORA E PSICÓLOGA

ÁREA DA ACÇÃO SOCIAL:

  • FILIPE DE BOTTON: GESTOR; FUNDADOR DO CADIN
  • ALEXANDRE RELVAS: GESTOR; FUNDADOR DO CADIN

 

ROSA GOUVEIA:

Rosa Gouveia, uma das mais proeminentes e prestigiadas Pediatras do Neurodesenvolvimento nacionais, fez a sua formação médica na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Ingressa, posteriormente, no Internato de Pediatria Médica do Hospital de Santa Maria, que concluiu com distinção. Integra, depois, a Unidade de Desenvolvimento do Serviço de Pediatria do Hospital de Santa Maria, coordenada, à época, pelo reputado académico Prof. Doutor João Gomes-Pedro (Prémio Maria Teresa Palha, 2018). Estagia, por diversas vezes, no estrangeiro, merecendo uma especial menção o período de formação realizado em Paris, com a insigne Prof.ª Claudine Amiel-Tison. Tem-se dedicado, sobretudo, ao acompanhamento de recém-nascidos com factores de risco no período peri-natal, área em que é, reconhecidamente, uma especialista de renome europeu. Foi Coordenadora da Unidade de Pediatria do Neurodesenvolvimento do Hospital de Santa Maria, Lisboa, Presidente da Sociedade de Pediatria do Neurodesenvolvimento da Sociedade Portuguesa de Pediatria, Docente Convidada da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Actualmente, é Colaboradora da SCPE – Surveillance of Cerebral Palsy in Europe.

FERNANDA TORGAL GARCIA:

Fernanda Torgal Garcia, uma destacada Pediatra do Neurodesenvolvimento, fez a sua formação médica na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Ingressa, posteriormente, no Internato de Pediatria Médica do Hospital de Santa Maria, que concluiu com altas classificações. Integra, depois, a Unidade de Desenvolvimento do Serviço de Pediatria do Hospital de Santa Maria, coordenada, à época, pelo reputado académico Prof. Doutor João Gomes-Pedro (Prémio Maria Teresa Palha, 2018), tornando-se a sua discípula dilecta. A par da Dr.ª Rosa Gouveia, e fortemente influenciada por Berry Brazelton e, subsequentemente, pela escola de Desenvolvimento da Universidade de Harvard, USA, tem-se dedicado, sobretudo, ao acompanhamento de recém-nascidos com factores de risco no período peri-natal, área em que é, reconhecidamente, uma especialista de renome europeu. Foi Coordenadora da Unidade de Pediatria do Neurodesenvolvimento do Hospital de Santa Maria, Lisboa e Docente Convidada da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

VÍCTOR DA FONSECA

Víctor da Fonseca é Professor catedrático jubilado da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, ex-docente no seu Departamento de Educação Especial e Reabilitação, e Mestre em Dificuldades de Aprendizagem pela Universidade de Northwestern (Evanston – Chicago). Especializado em Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade, tem sido responsável clínico e consultor psicoeducacional, ao longo dos últimos quarenta anos, em vários centros de observação e reeducação psicoeducacional. Desenvolve acções de formação desde 1972 com professores, psicólogos, médicos, terapeutas e reeducadores em Portugal, Angola, Brasil, Espanha, França, Itália, Brasil, Argentina, Cuba, México, Chile e Peru. Publicou 23 livros e mais de 220 artigos científicos em vários domínios, como, entre outros, a psicomotricidade, a antropologia, as perturbações do neurodesenvolvimento, a educação especial e a psicopedagogia. É formador, entre outras áreas do neurodesenvolvimento, em Dificuldades de Aprendizagem pela International Academy for Research in Learning Disabilities, com sede em Illinois, USA, desde 1987. É membro da Associação Internacional de Dislexia (The International Dyslexia Association) desde 1975, e ex-presidente e fundador da Associação Portuguesa de Dislexia. O seu papel no âmbito do desenvolvimento da Psicomotricidade e do estudo das Dificuldades de Aprendizagem é incomparável e foi absolutamente crucial para o reconhecimento nacional destas áreas do saber.

PAULA TELES

Paula Teles é Licenciada em Psicologia, Mestre em Psicologia Educacional, Especialista em Psicologia Escolar, pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, Diplomada em Educação pela Arte, Conservatório Nacional de Lisboa, e licenciada pela Escola do Magistério Primário de Évora. É autora do Método Fonomímico Paula Teles, uma abordagem fónico-silábica e multissensorial de desenvolvimento das competências fonológicas, do ensino e da reeducação da leitura e da escrita, metodologia usada, com muito sucesso, na reeducação de crianças com Perturbação da Aprendizagem da Leitura, ou, por outras palavras, com Dislexia. A mencionada obra, elaborada, essencialmente, com base na sua experiência profissional, constituiu uma importante inovação metodológica, usada por diversos docentes nacionais. A Dr.ª Paula Teles é considerada, de forma unânime, como uma das maiores autoridades portuguesas em matéria de Dificuldades da Aprendizagem da Leitura e da Escrita.

FILIPE DE BOTTON

Filipe de Botton licenciou-se em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa. Foi CEO e sócio fundador (1976) da LogoPlaste, uma das maiores empresas europeias produtoras de embalagens de plástico rígido, a operar na EuropaAmérica do NorteÁsia e Brasil. Foi Membro da Direção da COTEC Portugal. A 17 de Janeiro de 2006, foi feito Grande-Oficial da Ordem do Mérito. A 21 de Junho de 2011, recebeu o Prémio Carreira da Universidade Católica Portuguesa e a 30 de Abril de 2014 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial, Classe Industrial. Em 2003, de forma benemérita, juntamente com Alexandre Relvas, envolveu-se, activamente, na criação do CADIn, acrónimo de Centro de Apoio ao Desenvolvimento Infantil, uma IPSS – Instituição Particular de Solidariedade Social – pioneira na sua área de intervenção e um dos maiores centros de neurodesenvolvimento do país. Hoje, um quarto das famílias acompanhadas no CADIn recebe o apoio de uma Bolsa Social. O Pediatra do Neurodesenvolvimento Miguel Palha foi o primeiro Director Clínico do CADIn.

ALEXANDRE RELVAS

Alexandre Relvas licenciou-se em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa. Foi presidente da Associação dos Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa, entre 1990 e 1991. Foi CEO da LogoPlaste e fundador, acionista e administrador da Casa Agrícola Alexandre Relvas (CAAR), Alentejo, produtora de vinhos internacionalmente consagrados. Alexandre Relvas e integrou o XII Governo Constitucional, como Secretário de Estado do Turismo, entre 1991 e 1995. Participou na fundação do tink tank Compromisso Portugal, em 2004. É membro do Conselho de Curadores do Museu Nacional de Arte Antiga, membro do Conselho Estratégico do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa desde 2013 e membro do Conselho Estratégico da Católica Lisbon School Of Business and Economics, também desde 2013. A 21 de Junho de 2011, recebeu o Prémio Carreira da Universidade Católica Portuguesa. A 30 de Abril de 2014 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial, Classe Industrial. Em 2003, de forma benemérita, juntamente com Filipe de Botton, envolveu-se, activamente, na criação do CADIn, acrónimo de Centro de Apoio ao Desenvolvimento Infantil, uma IPSS – Instituição Particular de Solidariedade Social – pioneira na sua área de intervenção e um dos maiores centros de neurodesenvolvimento do país.

 

Por razões que se prendem com a pandemia a COVID-19, a cerimónia de entrega dos diplomas relativos ao Prémio Maria Teresa Palha, edição de 2021, fica adiada sine die.

  MIGUEL PALHA

LisandraPRÉMIO MARIA TERESA PALHA